23 de fevereiro de 2009

No carnaval

Elas, quando percebem que estão a ser filmadas, viram-se logo de costas, epinam o rabo (e que rabos!) e desatam a abanar aquela bunda como se Luanda estivesse a desabar perante um enorme sismo. É assim o ano todo (mais ou menos, vá). A diferença no carnaval é que têm muito menos roupa.

Aliás, nunca o dito "tirar a máscara" fez tanto sentido. Por estes dias aqui despe-se tudo. Não fica, sequer, a vergonha (vergonhinha, vergonhinhinha, vergonhinhinhinha).

1 comentário:

Andorinhaavoaavoa disse...

E a vergonhinha deles descai para o olhar maroto, para a cara de espanto!
Realmente rabos é o que não falta por aqui, mas nada que um fio dental não componha!