2 de março de 2009


Eu conduzo bem. Aliás, eu conduzia bem. Nunca tive uma multa, nunca tive um acidente e raramento desrespeito, desrespeitava as regras de trânsito. 
Acontece que isso acabou. Agora, meus queridos, sou Lamy Matumbo - perigo em Luanda. Continuo sem bater, mas só não fui - ainda - multado porque dei uso a toda a minha retórica... bem, a isso e a uns kwanzas.
Ora, vai-se lá compreender que nesta cidade não seja permitido virar onde não é permitido virar. Pelos é mesmo proibido virar nos sítios assinalados como tal e eu descobri isso aqui há dias, quando virei (e como doi ao entrar!).
O senhor agente, "sabe porque é que o mandei parar", viu a batota que fiz (e tratou-se apenas de batota... não tendo sido a minha primeira vez) e decidiu ameaçar-me com uma coima (coima, coina, co... bem) de 12000 kwanzas, cerca de 120 euros, quase 200 dólares.
Ora, 12000 kwz são demais, até para mim que vim para aqui juntar dinheiro para uma caravana no parque da SFUAP na Costa da Caparica. Não tive contemplações. Peguei na catana e zás, aniquilei completamente o sujeito, que ficou para ali a esvair-se em sangue, com as visceras todas expostas, cheias de moscas e larvas a devorarem abruptamente o seu interior (bem, ou isso ou então dei-lhe 1000 kwanzas para a mão, dentro de uma folhinha dobrada ao meio). 
Depois da lição continuo a fazer o mesmo. Só que agora vejo sempre há um polícia por perto ou se tenho dinheiro na carteira.

1 comentário:

Andorinhaavoaavoa disse...

Deixa de ser Tio Patinhas e pára de pansar na roulote dos teus sonhos!
Não aprendas a respeitar as leis rígidas do país e sais daqui com a roupa do corpo, directamente para a sopa dos pobres!
Sem direito a gasosa!