2 de julho de 2009

Os chifres do outro


O Manuel Pinho passou a Legislatura a fazer disparates. Disse as maiores asneiras e cometeu gaffes gigantescas. Hoje foi o golpe de mestre final: Fez uns cornos ao Bernardino Soares (ou ao Louçã). Depois, demitiu-se, antes de ser demitido, as bancadas mostraram-se chocadas, o Sócrates pediu desculpas e o Gama lamentou. Tudo certo.
No final, os jornalistas pressionaram deputados e ministros. O próprio corno falou e repetiu o que já tinha dito. Correcto.
No meio disto tudo, apenas uma pergunta por fazer: Afinal, Bernardino (ou Louça), o que é que o Pinho sabe que nós não sabemos?

3 comentários:

Sereia disse...

O Chavez também sabe hehehe...

Antígona disse...

Olha, os cornos são lindos!...

andorinhaavoaavoa disse...

Hoje não se fala de outra coisa e a repetição do gesto, tão subtil, do nosso ex-ministro tornou-se o hit da semana! Se fosse a ele abria uma ganadaria!