13 de dezembro de 2009

O meu pai, esse buda

E pronto, o meu pai chegou a velho e endoideceu. Como se já não bastasse saber tudo sobre ervas aromáticas e plantas medicinais, agora decidiu, acabei de saber, fazer um curso de meditação. Mas anda a ler um livro? Perguntei à minha mãe - coitada dela, sozinha a aturar isto. Não! Inscreveu-se na União Budista Portuguesa.

Chamei-o à conversa e o próprio confessou o desvario. "Ainda não cheguei ao Nirvana, mas vou conseguir", é a frase que marcará para sempre o ponto de viragem na minha relação com o meu progenitor.

Não sei bem o que é que vai sair dali, mas temo que da próxima vez que vá a Portugal seja recebido por alguém de cabeça rapada, com uma veste monástica, cor açafrão. Farei os possíveis para o acolher de braços abertos, mais não seja para o agarrar com força e dar-lhe a medicação.

Pai, descansa. Vou-te arranjar um neto para teres com que te ocupar.

6 comentários:

Antígona disse...

Pois eu acho que o teu pai é que está no bom caminho...:):)

Tecas disse...

Há finalmente...temos mais um à procura do cada vez melhor...!!! o Raja Yoga, no "Alto da Ajuda" è excelente.
Brinca, brinca ainda te lá vou encontrar...bj

su de sal disse...

esta do neto... já pediste a minha autorização para me traires?

you know who disse...

Vai ocupar-se do catraio que está à tua espera no tribunal de menores?

andorinhaavoaavoa disse...

O teu pai tem de reagir de alguma forma, com um filho doidinho como tu! Desde que ele esteja bem, não te preocupes! lol
Sul de sal a comentar!!! Bem-vinda! :)

Anónimo disse...

Peço desculpa, mas andava a vaguear por aqui e reparei neste post: que massacre!!!!! de uma só penada arruma a botânica, o budismo e o próprio pai !!! uau !!! que coragem !!! que brio !!!! que profundo conhecimento sobre a vida, como ela é e até, como ela não é. O caro escritor é uma autêntica luz, de humanidade e conhecimento, neste mar de trevas... ou então ... será o complexo de édipo mal resolvido? hahaha