16 de abril de 2008

Cheias de Fevereiro: as casas deles

As famílias desalojadas da Serra da Luz, no Concelho de Odivelas, à data das cheias de Fevereiro, e que viviam em casas particularmente velhas, receberam esta semana as chaves das casas arrendadas onde vão habitar. Durante os próximos 12 anos, metade da renda será suportada pela autarquia (!).

Ficam as reacções dos moradores agora com "casa nova", cuja renda, repito, é paga a meias com a Câmara de Odivelas (e assim será durante 12 anos):

"A questão da renda ainda me preocupa muito. Sou eu sozinho a trabalhar, a minha companheira não tem rendimentos. Deram-nos a chave mas ainda não nos informaram das condições. Espero não estar a ser enganado".

"Já houve tanta chuvada e isto aguentou, não ia ser agora"

"Gosto de ter as coisas à minha maneira e pretendo mudar os móveis da cozinha, embora saiba que tenho de pedir autorização ao novo senhorio".

"Prefiro esperar para ver o que vai acontecer do que estar agora a chatear-me com isso".

Espero que até ao fim-de-semana a casa esteja habitável, porque estou desejoso de sair da pensão".

"Vai ser complicado meter os móveis pelo elevador, porque não vão caber aqui, temos que estudar uma alternativa".

"Ainda iam saber esta semana o valor mas que aquilo que ficou decidido era que seria de acordo com rendimento da sua família".


Os comentários falam por si, mas permitam-me dizer que eu trabalho 12 a 14 horas por dia e a mim Câmara não dá casa ou tão pouco paga metade da renda. A chuva é um fenómeno natural molhado. Se o senhorio antigo era um gatuno e não fazia obras, há sempre uma solução: alugar, por conta e risco, casa noutro lado. Se o ordenado não chega, há que trabalhar mais.

Desculpem-me os puritanos, incomoda-me esta dependência de ajuda do Estado. A solução para ter casa oferecida é não fazer nada da vida?

Definitivamente, neste país, premeia-se sempre a mediocridade.


3 comentários:

Orangina disse...

E nós somos os camelos que se levantam cedo todos os dias para trabalhar e portanto pagar impostos, para estes gajos terem casas quase de borla...durante 12 ANOS!!!

gralha disse...

pois

Inesa disse...

Não tenho nada contra que a câmara dê casas aos mais necessitados. O que me choca é a pouca modéstia desta gente! Um comentário desse tipo deveria ser razão suficiente para lhes retirarem a casa! Esses sim são os "pobres e mal agradecidos".